Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, sexta 15 de dezembro 2017
Midia Kit
Geral - Pedágio

Após redução em MT, ANTT aprova aumento do pedágio na BR-163 em MS

Tarifa subirá até R$ 0,50 em MS; no estado de Mato Grosso caiu R$ 0,10

A CCR MS Via passará a cobrar de R$ 0,40 a R$ 0,50 a mais dos motoristas de carros que passarem por suas nove praças de pedágio na BR-163, em Mato Grosso do Sul. O aumento, aprovado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), entra em vigor na quinta-feira (14).

A resolução que autorizou o reajuste foi publicada na edição de hoje (11) do Diário Oficial da União, uma semana depois da ANTT aprovar redução de R$ 0,10 na tarifa cobrada na BR-163 em Mato Grosso. A medida atingiu todos os oito postos de pedágio da concessionária Rota do Oeste, que administra 850,9 quilômetros da rodovia no estado vizinho.

Conforme publicação, a ANTT alterou a Tarifa Básica de Pedágio quilométrica da BR-163 em Mato Grosso do Sul de R$ 0,05133 para R$ 0,05213. A resolução também aplicou o Índice de Reajustamento Tarifário (IRT) de 1,40589 sobre a Tarifa Básica, que representa aumento de 2,71%, correspondente à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA).

Com as mudanças, os aumentos aos veículos da categoria 1 (automóvel, caminhonete e furgão) são de: R$ 4,60 para R$ 5 na praça de pedágio de Mundo Novo; de R$ 6,50 para R$ 6,90 em Itaquiraí/Naviraí; de R$ 6,50 para R$ 7 em Caarapó; de R$ 6,60 para R$ 7 em Rio Brilhante; de R$ 7,40 para R$ 7,80 em Campo Grande; de R$ 5,60 para R$ 6 na praça de Bandeirantes/Rochedo/Jaguari; de 5,50 para R$ 5,90 em São Gabriel do Oeste/Camapuã; de R$ 7,30 para R$ 7,80 em Rio Verde de Mato Grosso; e de R$ 5,40 para R$ 5,80 na praça de Pedro Gomes/Sonora.

O motorista que passar por todas as praças de pedágio da BR-163 no Estado pagará R$ 59,20 a partir de quinta (14), aumento de 6,8% em relação aos R$ 55,40 pagos atualmente.

OBRAS

A CCR MS Via assumiu a administração da BR-163 em Mato Grosso do Sul no fim de 2014, com a promessa de concluir a duplicação da pista em cinco anos. Em abril deste ano, a concessionária suspendeu os serviços alegando que não recebeu o empréstimo previsto do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o empreendimento.

Em agosto, a CCR MS Via anunciou retomada parcial na obra de duplicação da BR-163. Dos aproximadamente 800 quilômetros que ela administra, somente 12,5 quilômetros passarão por reordenamento, por enquanto. Outros 84 quilômetros, considerados críticos, terão a restauração de pavimento.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

José Medeiros discursa sobre a saída de Tiririca da política

OPINIÃO

Crescer exige mudanças
Muitas vezes ouço as pessoas dizerem, eu odeio mudanças. Na verdade as pessoas odeiam que as cois...
Todo grupo é mais forte que o indivíduo.
Não é raro ouvir questionamentos como: Qual a importância de ser representado por um sindicato? ou Q...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Netflix
Netflix pode distribuir internacionalmente ficção científica estrelada por Natalie Portman

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Renegociação - de - Dívida
Governo se reúne com Banco Mundial e tratativas avançam
Benedito - Figueiredo
Secid vai rescindir contrato com empresa responsável por obra em ponte