Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, quinta 14 de dezembro 2017
Midia Kit
Matupá - Decisão - Judicial

Condenado motorista embriagado que atropelou cinco e causou morte de mulher no lago em Matupá

A juíza ainda levou em consideração que Jean estava fazendo manobras bruscas.

A juíza Suelen Barizon, da Vara Única de Matupá (207 quilômetros de Sinop), condenou a seis anos de prisão Jean Eduardo Santos Alves, 21 anos, pelo atropelamento de cinco pessoas, em dezembro de 2014, nas proximidades do lago localizado na área central do município. Conforme a decisão, o motorista do VW Gol verde estava embriagado e acima do limite de velocidade, quando atingiu as vítimas. Elaine Cristina Pedralli de Andrade, 27 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Ainda segundo consta na decisão judicial, Jean Eduardo não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e dirigia um carro não adaptado para uma deficiência que tinha no braço esquerdo. “O réu confirmou que não possuía habilitação e mesmo sabendo de sua limitação, assumiu a direção do veículo, tanto que deixou claro que o proprietário do bem, no banco do passageiro, era quem efetuava a troca das marchas”.

A juíza ainda levou em consideração que Jean estava fazendo manobras bruscas. “O local estava ocupado por inúmeras famílias que aguardavam a iluminação natalina no Complexo dos Lagos. A quantidade de vítimas reais e potenciais era elevada. (...) O acusado dirigiu veículo automotivo sem ser habilitado para tanto, após a ingestão de bebida alcóolica, em alta velocidade, ingressando na contramão, após manobra brusca – ‘cavalinho de pau’ – em via pública, com alta concentração de pessoas”.

Entre os cinco atropelados também estavam uma adolescente de 16 anos, o filho de Elaine, na época com 6 anos, seu esposo e um policial militar de 25 anos. Todos sobreviveram ao acidente. A menina contou que estava com Elaine ao lado do canteiro do lago, quando percebeu um barulho vindo de trás.

Segundo sua versão, ao olhar, percebeu o veículo se aproximando e, logo em seguida, foi atingida. Confirmando que o motorista estava em alta velocidade, disse que o carro só parou porque bateu em uma caminhonete. Elaine, segundo ela, foi arrastada e ficou presa embaixo do VW Gol. A adolescente, por outro lado, revelou que quebrou vários dentes, teve uma queimadura de segundo grau e ainda passou por cirurgia para retirar o baço.

O policial militar afirmou que apenas sentiu o impacto e foi arremessado em direção à pista. Em seu depoimento, o PM disse que Jean “desceu sorrindo do carro” após o atropelamento. O militar ainda contou que, ao perceber que a população estava revoltada com a situação, decidiu efetuar vários disparos para o alto e segurou o motorista até a chegada de uma guarnição policial.

O motorista chegou a ficar preso por oito meses. Porém, em agosto de 2015, os desembargadores da Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça entenderam que não houve dolo na conduta dele e acataram o pedido de soltura. Ele chegou a ser pronunciado e deveria a ir a júri popular. No entanto, com a decisão do Tribunal, acabou sendo julgado por homicídio culposo e quatro lesões corporais culposas.

A juíza determinou que ele cumpra a pena em regime semiaberto. “Considerando a ineficiência do Estado de Mato Grosso na construção e fornecimento de estabelecimentos destinados ao cumprimento da pena em regime semiaberto, determino que me venham os autos conclusos para designação de audiência admonitória destinada à fixação das condições para cumprimento da pena neste regime”, decidiu a magistrada.

Ela também determinou a suspensão/proibição de Jean obter permissão para dirigir pelo mesmo período (seis anos). Ainda cabe recurso contra a sentença condenatória.

Elaine foi sepultada no cemitério municipal de Matupá, e deixou dois filhos.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

José Medeiros discursa sobre a saída de Tiririca da política

OPINIÃO

Crescer exige mudanças
Muitas vezes ouço as pessoas dizerem, eu odeio mudanças. Na verdade as pessoas odeiam que as cois...
Todo grupo é mais forte que o indivíduo.
Não é raro ouvir questionamentos como: Qual a importância de ser representado por um sindicato? ou Q...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Netflix
Netflix pode distribuir internacionalmente ficção científica estrelada por Natalie Portman

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Renegociação - de - Dívida
Governo se reúne com Banco Mundial e tratativas avançam
Benedito - Figueiredo
Secid vai rescindir contrato com empresa responsável por obra em ponte