Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, terça 16 de janeiro 2018
Midia Kit
Saúde e Bem Estar - Transtorno - de - Aprendizagem

Discalculia é tão comum quanto dislexia, mas menos conhecida

De acordo com estudos internacionais, estima-se que a discalculia afeta de 3-6% dos estudantes.

A matemática pode ser considerada uma das matérias mais temidas pelos estudantes, mas sua importância no dia a dia é indiscutível. Entretanto, para uma parcela de crianças e adolescentes, que apresenta a discalculia, estudar e aprender os conceitos da matemática pode ser ainda mais difícil.

Segundo Viviani Zumpano, neuropsicopedagoga da NeuroKinder, a discalculia é um transtorno de aprendizagem ligado a problemas neurobiológicos, relacionados à aquisição e ao desenvolvimento das funções cerebrais envolvidas na aprendizagem da matemática. “A discalculia afeta partes do cérebro envolvidas no processo de cognição da matemática, ou seja, atinge diretamente a capacidade de aprender a fazer cálculos e de entender os conceitos da matéria”.

“As crianças e jovens que apresentam a discalculia têm uma compreensão reduzida dos símbolos envolvidos na matemática, assim como enfrentam dificuldades para memorizar e organizar números, para contar o tempo ou simplesmente para fazer contas”, explica a especialista”, explica Viviani.

Entretanto, é preciso lembrar que a discalculia tem outros impactos importantes no desenvolvimento infantil. “Quando a criança falha de forma repetida nas aulas de matemática, ela pode assumir que irá falhar em outras áreas, como fazer amigos e brincar, por exemplo. A criança pode ainda ter dificuldade em entender os conceitos de direção (direita e esquerda) e se perder mais facilmente quando estiver na rua. A discalculia também afeta a maneira como o cérebro e os olhos trabalham juntos, assim como essas crianças enfrentam desafios para mensurar o tempo e quantidades”, explica Viviani.

Causas
Segundo Viviani, entre as principais causas da discalculia estão a hereditariedade, já que é comum encontrar outros membros da família, com irmãos ou pais, que apresentam o transtorno.

“Em relação ao cérebro, os pesquisadores já identificaram em exames de imagem diferenças na superfície cerebral, como afinamento e menor volume de partes do cérebro ligadas ao aprendizado e à memória dos conceitos matemáticos. Temos também as questões ambientais, como exposição do feto ao álcool durante a gravidez, prematuridade e baixo peso ao nascer”, comenta.

Sinais e sintomas
Como o “medo” da matemática é comum, não é raro confundir a discalculia com uma dificuldade simples em aprender a matéria. A neuropsicopedagoga explica que alguns sinais podem indicar o transtorno, como: dificuldades de entender conceitos de valor, quantidade e números, sequenciar eventos, lidar com dinheiro, usar todos os passos envolvidos nas operações matemáticas, não saber usar as frações, não reconhecer padrões de adição, divisão, assim como é difícil entender conceitos relacionados a tempo, como contar dias, semanas, meses.

Diagnóstico e Tratamento
A discalculia pode ser diagnosticada por um neuropediatra. É muito comum diagnosticar a discalculia em crianças e jovens com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Algumas pesquisas indicam que de 43-65% das crianças com discalculia também apresentam dislexia..

“Como em qualquer doença, o diagnóstico precoce da discalculia é chave para oferecer a criança ou adolescente uma chance maior de sucesso escolar. É muito comum descobrir a condição em alunos que estão no sexto ano, fase em que a matemática fica mais concreta. O tratamento pode envolver terapias que ofereçam recursos extras para adaptar a criança ou adolescente ao ensino da matemática, usando estratégias compensatórias para os déficits apresentados. Não há cura. Assim como a dislexia, a discalculia vai acompanhar a pessoa ao longo da vida, por isso é crucial diagnosticar e tratar”, conclui Viviani.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

José Medeiros discursa sobre a saída de Tiririca da política

OPINIÃO

Sigilo entre advogado e cliente é lei e deve ser respeitado
Este é o nosso primeiro artigo deste ano. Portanto, quero desejar-lhes um feliz 2018, de muita paz e...
Como você avalia os prós e contras de suas decisões?
Jordano foi promovido e saiu da tranquilidade do interior, onde morava, e hoje ocupa um super aparta...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Netflix
Netflix pode distribuir internacionalmente ficção científica estrelada por Natalie Portman

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Renegociação - de - Dívida
Governo se reúne com Banco Mundial e tratativas avançam
Benedito - Figueiredo
Secid vai rescindir contrato com empresa responsável por obra em ponte