Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, quinta 14 de dezembro 2017
Midia Kit
Geral - Resgatada - na - Guerra

Jovem dada como 'desaparecida' na Síria chega a Cuiabá nesta quinta

Juliana Cruz estava na Síria (país em guerra civil) e havia sido detida pelas autoridades locais, junto ao homem que conheceu na internet.

A família procurou a Polícia Federal para conseguir encontrar a jovem.

Deve chegar a Cuiabá nesta quinta-feira (07), a jovem cuiabana, Juliana Cruz, que estava na embaixada brasileira em Damasco, na Síria, desde quando foi localizada a partir de ação da Polícia Federal, após a família denunciar que ela havia desaparecido no país que passa por uma guerra civil.

Juliana, que é auxiliar administrativo da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), viajou no período de férias para a Síria, com o objetivo de encontrar um homem que conheceu pela internet.

A jovem teria sido detida junto com o homem com quem ela foi se encontrar no país. Segundo fontes do , ele seria um rebelde opositor ao Governo sírio e por isso ambos foram presos por autoridades locais.

A Síria está em guerra civil desde 2011, com forças rebeldes tentando derrubar o Governo do ditador Bashar Al-Assad.

Juliana foi liberada após negociações promovidas pela embaixada brasileira.

O Ministério das Relações Exteriores informou por meio de nota, que Juliana foi encontrada e encaminhada, na terça-feira (5), para a embaixada sem sinais de maus-tratos.

"Juliana Cruz encontrava-se bem e não tinha sinais de maus-tratos ou qualquer tipo de violência", descreve a nota.

A cuiabana embarcou para o Brasil na quarta-feira (6), e a previsão é de que o voo dela chegue em Cuiabá, nesta quinta.

A assessoria de imprensa da Polícia Federal informou que nenhum crime foi constatado neste caso e, portanto, não teria mais informações sobre este processo.

O caso

A jovem que estava de férias da AMM, viajou para a Síria no dia 14 de novembro e deveria ter retornado dia 28. Desde então, não havia entrado em contato com ninguém no Brasil. Ela foi encontrada na segunda-feira (4), conforme informações da Polícia Federal.

Ela viajou para o Oriente Médio, com o objetivo de se encontrar com Sheraz Re, que ela conheceu pelas redes sociais.

Ela chegou a pedir para que duas guias turísticas a atravessassem na Faixa da Gaza, região na Palestina que sofreu com diversos conflitos durante o século passado.

A família prestou queixa na Polícia Federal no dia 29 de novembro, quando iniciaram as investigações sobre o desaparecimento de Juliana.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

José Medeiros discursa sobre a saída de Tiririca da política

OPINIÃO

Crescer exige mudanças
Muitas vezes ouço as pessoas dizerem, eu odeio mudanças. Na verdade as pessoas odeiam que as cois...
Todo grupo é mais forte que o indivíduo.
Não é raro ouvir questionamentos como: Qual a importância de ser representado por um sindicato? ou Q...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Netflix
Netflix pode distribuir internacionalmente ficção científica estrelada por Natalie Portman

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Renegociação - de - Dívida
Governo se reúne com Banco Mundial e tratativas avançam
Benedito - Figueiredo
Secid vai rescindir contrato com empresa responsável por obra em ponte