Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, sábado 21 de abril 2018
Midia Kit
Esporte - Luverdense

Lucas comemora o título da Copa Verde

A cidade comemora título inédito conquistado terça-feira em pleno Mangueirão lotado, contra o Paysandu. Jogadores e diretoria já voltaram aos trabalhos

Jogadores e diretoria do Luverdense posam para o histórico pôster de Campeão da Copa verde de 2017

A comemoração do título de campeão da Copa Verde não tem dia para acabar. Jogadores, diretoria, torcedores, e porque não dizer toda a cidade, continuava ontem festejando este feito inédito, principalmente por ter sido conquistado por para um time do interior do Estado. A cidade parou ontem para receber seus heróis.

Para jogadores e diretoria a festa será mais curta, pois o objetivo agora e se preparar para os próximos compromissos, como a Série B do Campeonato Brasileiro.

Fundado em 2004 pelo presidente Helmute Lawisch, o Luverdense, do município de Lucas do Rio Verde, distante cerca de 330 km da Capital, conquistou o título de campeão da IV edição da Copa Verde. A conquista, de forma invicta, em oito jogos venceu seis e empatou apenas duas. Na decisão final contra o Paysandu, no jogo de ida disputado na noite do dia 4 de maio, uma quinta-feira, na Arena Pantanal, sapecou 3 a 1 e no jogo de volta, na noite de terça-feira (16), no estádio Mangueirão, em Belém do Pará, com mais de 30 mil torcedores, o Verdão do Norte sofreu o primeiro gol aos 3min da etapa inicial, mas soube conter o bom futebol que vem jogando e empatou o jogo, resultado que garantiu o inédito título.

“Eu estou muito feliz. Sei que muitos queriam estar no nosso lugar. Nós trabalhamos com muito empenho e as coisas vêm acontecendo a cada dia, sem mudar a nossa filosofia, acreditando no nosso projeto, no nosso planejamento, sempre pensamos em todas as ações que tomamos. Agora é o momento de alegria, é bom demais ser campeão”, disse o presidente do Luverdense, Helmute Lawisch.

MAIOR VENCEDOR

O título deste ano da Copa Verde faz com que o Mato Grosso seja o maior vencedor do torneio, com dois troféus. Em 2015, o Cuiabá levou o caneco após vencer outro paraense, o Remo. Apesar de ter tido um representante em todas as finais da Copa Verde, o Pará tem apenas um título, o do ano passado do Paysandu. A primeira edição da competição foi vencida pelo Brasília, em 2014.

TRAJETÓRIA

Na estreia do clube na competição, no dia 4 de março, o representante de Mato Grosso venceu por 1 a 0 o Ceilândia do Distrito Federal fora de casa. No jogo de volta, dia 19, ganhou de 3 a 1 e na segunda fase pegou o Rio Branco do Espírito Santo, no Passo das Emas e sapecou 5 a 0 no dia 29. Na partida de volta realizada no dia 1º de abril, empatou em dois gols. Nas semifinais pegou o Rondoniense no dia 15 e venceu por 2 a 1 fora de casa e na volta no dia 20, venceu pelo placar de 3 a 1.

“Esse é o resultado de um trabalho desenvolvido com muita seriedade e respeito mútuo entre todos do grupo. A conquista não é só minha e sim da diretoria, do elenco de jogadores e também de nossa brilhante torcida, que sempre nos apoiou”, comentou o técnico Junior Rocha. E completou: “conseguimos conquistar um importante título não somente para Lucas do Rio Verde como também para o futebol de Mato Grosso. Mas de agora em diante é focar nosso trabalho na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro em busca do acesso a elite do brasileirão”, disse confiante o treinador.

E o comandante técnico está coberto de razão. Na estreia da Segunda Divisão do nacional o time de Mato Grosso saiu na frente do marcador diante do Juventude do Rio Grande do Sul, mas diante de um erro grosseiro do trio de arbitragem o time gaúcho empatou e desestabilizou o Verdão do Norte e acabou perdendo de 2 a 1. No próximo sábado, dia 20, recebe o CRB de Alagoas na Arena Pantanal pela 2ª rodada da Série B do Brasileiro.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

José Medeiros discursa sobre a saída de Tiririca da política

OPINIÃO

Sigilo entre advogado e cliente é lei e deve ser respeitado
Este é o nosso primeiro artigo deste ano. Portanto, quero desejar-lhes um feliz 2018, de muita paz e...
Como você avalia os prós e contras de suas decisões?
Jordano foi promovido e saiu da tranquilidade do interior, onde morava, e hoje ocupa um super aparta...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Netflix
Netflix pode distribuir internacionalmente ficção científica estrelada por Natalie Portman

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Renegociação - de - Dívida
Governo se reúne com Banco Mundial e tratativas avançam
Benedito - Figueiredo
Secid vai rescindir contrato com empresa responsável por obra em ponte