Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, domingo 27 de maio 2018
Midia Kit
Peixoto de Azevedo - Meio - Ambiente

Prefeitura mantém depósito de pneus a céu aberto em Peixoto de Azevedo

Centenas de Pneus estão servindo de criadouros do mosquito Aedes Aegypti aos fundos do Pátio de Máquinas.

No período de chuvas, a população precisa ficar ainda mais atenta para evitar a proliferação da dengue em decorrência da elevação dos focos de água parada.

Indicativos mostram que esse é um período crítico no que se refere à transmissão da dengue, zika vírus e chikungunya, pois a temperatura está mais elevada e o nível de chuvas tem aumentado nos últimos dias em Peixoto de Azevedo.

Enquanto nas residências, estabelecimentos comerciais, empresas e até mesmo nos terrenos baldios a população está se conscientizando de manter os cuidados necessários para eliminar os possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti, a Prefeitura Municipal vai na contra mão deste procedimento ao manter um verdadeiro ‘Depósito de Pneus’ a céu aberto no Setor Industrial aos fundos do Pátio de Máquinas.

Os moradores das imediações estão temerosos de uma epidemia de dengue diante do grande número de pneus cheios de água jogados nas imediações do barracão sem proteção alguma.

O Aedes Aegypti é sensível a essas duas coisas – chuva e temperatura. Quando tem chuva aumenta a oferta de criadouros e quando a temperatura aumenta, aumenta a velocidade do desenvolvimento do vetor. O mosquito leva de sete a dez dias para se desenvolver de ovo a adulto, então se faz necessária a vistoria da Vigilância Ambiental e Epidemiológica no local para notificar a Secretaria de Obras e a Prefeitura Municipal de Peixoto de Azevedo que não está fazendo o dever de casa.

Municípios vizinhos criaram os chamados ‘Eco Pontos’ onde são coletados os pneus nas borracharias, armazenados em um depósito coberto e posteriormente encaminhados para as empresas especializadas em reciclagem. Neste contexto existe uma parceria entre o Poder Público Municipal e os Proprietários de Borracharias no cumprimento de um cronograma de recolhimento e seu acondicionamento até a coleta propriamente dita.

Caso não haja a imediata solução do problema de saúde pública, os moradores deverão procurar o Ministério Público Estadual para solicitar uma Ação Judicial obrigando a administração municipal a efetuar a limpeza, organização e melhor acondicionamento deste material.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

José Medeiros discursa sobre a saída de Tiririca da política

OPINIÃO

Sigilo entre advogado e cliente é lei e deve ser respeitado
Este é o nosso primeiro artigo deste ano. Portanto, quero desejar-lhes um feliz 2018, de muita paz e...
Como você avalia os prós e contras de suas decisões?
Jordano foi promovido e saiu da tranquilidade do interior, onde morava, e hoje ocupa um super aparta...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Netflix
Netflix pode distribuir internacionalmente ficção científica estrelada por Natalie Portman

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Renegociação - de - Dívida
Governo se reúne com Banco Mundial e tratativas avançam
Benedito - Figueiredo
Secid vai rescindir contrato com empresa responsável por obra em ponte